O Brasil é conhecido como o país da miscigenação. Em outras palavras, a população é formada por uma mistura de povos e diversas etnias, como os índios, negros, árabes e caucasianos. Por essa razão, é muito difícil encontrar uma característica física que seja exclusivamente brasileira, já que boa parte dos traços físicos estão mesclados. Esse conceito se estende aos diversos tipos de nariz que podem ser encontrados por aqui.

Como você já deve ter percebido, há pessoas com o nariz mais fino e arrebitado e outras com o formato arredondado — as opções são diversas e cada uma delas é capaz de moldar o rosto de um modo diferente.

Ficou interessada? Neste post, você descobrirá os formatos mais comuns de nariz que podem ser encontrados no país. Acompanhe!

O 1. Nariz adunco

O nariz adunco, também conhecido como “nariz aquilino”, é muito comum na população do sudoeste da Europa, no Oriente Médio, no sul da Ásia e no norte da África. Com uma curvatura para baixo, esse formato é famoso por agregar um aspecto envelhecido ao rosto da pessoa.

Tal efeito pode se tornar mais evidente com alguns movimentos faciais, como acontece quando a pessoa sorri. Por também ser conhecido como “bico de falcão”, em decorrência de sua curvatura proeminente, muitos se sentem incomodados com o visual e recorrem aos procedimentos cirúrgicos.

O tratamento mais indicado para o nariz adunco é a chamado de rinoplastia de redução. Neste procedimento, o tamanho do nariz é reduzido e sua ponta modificada, impedindo que ela vá para baixo quando o paciente sorri.

Para que a correção seja eficiente, é preciso romper o músculo depressor do septo, responsável por conectar os lábios e o nariz.

2. Nariz fino e arrebitado

Sem dúvidas, o nariz fino e arrebitado é o modelo mais desejado por muitos pacientes nos consultórios de cirurgia plástica. Neste formato, é possível encontrar a ponte e as narinas bem estreitas. Já a ponta é apontada levemente para cima, enquanto o dorso apresenta um aspecto mais côncavo.

No entanto, para investir em um procedimento estético, é preciso analisar bem o formato do seu rosto. Isso porque nem sempre um modelo de nariz desejado é o ideal para as suas proporções faciais — e somente um cirurgião qualificado terá a capacidade de realizar essa harmonização de maneira adequada. 

Em geral, pessoas que apresentam o nariz fino e arrebitado somente fazem intervenções cirúrgicas na região quando apresentam dificuldades em respirar.

3. Nariz curto ou asiático

O nariz curto é característico de pessoas com origem asiática ou africana. Basicamente, o formato é marcado por não apresentar elevações no dorso ou na ponte, a região que fica entre os olhos.

Neste caso, essas duas áreas são mais largas e baixas em relação aos outros formatos. Nos povos asiáticos, esse nariz pode trazer as narinas mais alargadas, o que evidencia ainda mais a impressão de um modelo achatado e sem estrutura. Existem ainda pessoas que apresentam a ponta bastante arredondada, o que é popularmente chamado de “nariz de batata”.

Nas duas situações, a cirurgia plástica tem a proposta de levantar o dorso. Para isso, é necessário um enxerto na parte da cartilagem nasal. Já para modificar a ponta, o procedimento conta com técnicas de incisões para estreitar a base do nariz, além de um enxerto na ponta para deixá-la mais alongada. Assim, é possível alcançar uma melhora não apenas estética, mas também funcional.

4. Nariz negroide

Como o próprio nome já diz, o nariz negroide é uma forte característica de indivíduos da etnia negra. Devido ao processo de miscigenação, muitas pessoas adquiriram esse aspecto, sejam elas de ascendência africana ou não.

Ele traz a base das narinas mais largas, pontas arredondadas e o dorso menor e mais baixo. Apesar de ser bastante semelhante ao asiático, esse formato tem características mais proeminentes. Além disso, apresenta constantemente uma pele com aspecto mais oleoso e espesso que os demais.

Ao buscar pela cirurgia plástica, muitos pacientes desejam que o nariz seja mais alto e fino. No entanto, tais modificações comprometeriam, inclusive, as características étnicas de cada um. Isso faz com que seja importante encontrar a harmonia entre o rosto do indivíduo e o formato desejado.

Nesses casos, é sim possível deixar a região mais fina e com o dorso alto, sem que isso descaracterize a origem do paciente. Em geral, durante a rinoplastia, são feitos enxertos de cartilagem em boa parte da estrutura, procurando criar um aspecto mais alongado. Além disso, podem ser feitas algumas incisões de redução nas narinas.

5. Nariz romano

O formato romano é um dos tipos de nariz mais famosos que existem. Popularmente chamado de “nariz de italiano”, ele é caracterizado por apresentar a giba nasal. Em outras palavras, é aquele incômodo carocinho que fica localizado na parte dorsal do nariz e que pode ser notado sempre quando o indivíduo se encontra de perfil.

Esse formato é muito comum em pacientes descendentes de europeus caucasianos, como é o caso dos judeus e dos italianos. Além disso, a região apresenta uma pele mais fina, principalmente quando comparada ao formato negroide.

O grande motivo para os indivíduos com o nariz romano recorrerem à cirurgia plástica é o excesso de osso e de cartilagem na região, mais precisamente, pelo caroço presente no dorso. Esse detalhe pode comprometer a autoestima e causar muita insegurança entre as pessoas. 

Para esses pacientes, o mais indicado é a rinoplastia com foco na redução do dorso. Durante o procedimento, é feita a quebra do osso e da cartilagem. Em seguida, o cirurgião realiza, por meio da raspagem, uma remodelagem da estrutura óssea nasal.

E então, gostou de conhecer os diferentes tipos de nariz que podem ser encontrados no Brasil? Antes de investir em qualquer procedimento estético, tenha em mente que cada face possui os seus próprios traços e, por isso, somente um cirurgião plástico especializado poderá identificar qual o melhor formato para o seu perfil.

Para entender mais sobre o assunto, confira também o nosso post especial com tudo o que você precisa saber antes de fazer a rinoplastia!